Nossa Senhora das Dores história e testemunhos

Nosssa Senhora das Dores ou Mater Dolorosa (Mãe Dolorosa) é um dos vários títulos que a Virgem Maria recebeu ao longo da história. Este título em particular refere-se às sete dores que Nossa Senhora sofreu ao longo de sua vida terrestre, principalmente nos momentos da Paixão de Cristo.

“Quero ficar junto à cruz, velar contigo a Jesus e o teu pranto enxugar!”

O culto

O culto a Nossa Senhora das Dores iniciou-se no ano 1221 no Mosteiro de Schönau, na então Germânia, hoje, Alemanha. A festa de Nossa Senhora das Dores como hoje a conhecemos, celebrada em 15 de setembro, teve início em Florença, na Itália, no ano de 1239 através da Ordem dos Servos de Maria, uma ordem profundamente mariana.

As sete dores de Nossa Senhora

  1. A profecia de Simeão sobre Jesus (Lucas, 2, 34-35)
  2. A fuga da Sagrada Família para o Egito (Mateus, 2, 13-21);
  3. O desaparecimento do Menino Jesus durante três dias (Lucas, 2, 41-51);
  4. O encontro de Maria e Jesus a caminho do Calvário (Lucas, 23, 27-31);
  5. O sofrimento e morte de Jesus na Cruz (João, 19, 25-27);
  6. Maria recebe o corpo do filho tirado da Cruz (Mateus, 27, 55-61);
  7. O sepultamento do corpo do filho no Santo Sepulcro (Lucas, 23, 55-56).

Imagem de Nossa Senhora das Dores

Nossa Senhora das Dores é representada com um semblante de dor e sofrimento, tendo sete espadas ferindo seu imaculado coração. Às vezes, uma só espada transpassa seu coração, simbolizando todas as dores que ela sofreu. Ela é também representada com uma expressão sofrida diante da Cruz, contemplando o filho morto. Foi daí que se originou o hino medieval chamado Stabat Mater Dolorosa (Estava a Mãe Dolorosa). Ela ainda é representada segurando Jesus morto nos braços, depois de seu corpo ser descido da Cruz, dando assim origem à famosa escultura chamada Pietà.

Nossa Senhora das Dores, mãe de todos os homens

Foi aos pés da Cruz, quando Maria viveu a sua dor mais crucial, que ela recebeu do Filho a missão de ser a Mãe de todos homens, Mãe da Igreja (Corpo Místico), Mãe de todos os fiéis. Foi naquele momento de dor que Jesus disse a ela: Mãe, eis aí o teu filho (este filho está simbolizando a todos os fiéis). Foi nesse mesmo momento que Jesus disse a São João, que ali representava a todos nós: Filho, eis aí tua mãe. É por isso que a devoção a Nossa Senhora das Dores se reveste de grande importância para todos os cristãos.

Promessas aos devotos de Nossa Senhora das Dores

Nas revelações dadas a Santa Brígida, aprovadas pela Igreja Católica, vemos sete graças maravilhosas que Nossa Senhora prometeu a quem rezar a cada dia sete Ave-Marias em honra de suas Sete dores, fazendo uma pequena meditação sobre essas dores. As promessas são as seguintes:

1ª – Porei a paz em suas famílias. 

2ª – Serão iluminados sobre os Divinos Mistérios. 

3ª – Consolá-los-ei em suas penas e acompanhá-los-ei nos seus trabalhos. 

4ª – Conceder-lhes-ei tudo o que me pedirem, contanto que não se oponha à vontade de meu adorável Divino Filho e à santificação de suas almas. 

5ª – Defendê-los-ei nos combates espirituais contra o inimigo infernal e protegê-los-ei em todos os instantes da vida. 

6ª – Assistir-lhes-ei visivelmente no momento da morte e verão o rosto de Sua Mãe Santíssima. 

7ª – Obtive de Meu Filho que, os que propagarem esta devoção (às minhas Lágrimas e Dores) sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois ser-lhes-ão apagados todos os seus pecados e o Meu filho e Eu seremos a sua eterna consolação e alegria. 

Promessas de Jesus a Santo Afonso

Santo Afonso Maria de Ligório recebeu revelações em que Nosso Senhor Jesus Cristo prometeu aos devotos de Nossa Senhora das Dores as seguintes graças:

1ª – Que aquele devoto que invocar a divina Mãe pelos merecimentos de suas dores merecerá fazer antes de sua morte, verdadeira penitência de todos os seus pecados.

2ª – Nosso Senhor Jesus Cristo imprimirá nos seus corações a memória de Sua Paixão dando-lhes depois um competente prêmio no Céu.  3ª – Jesus Cristo guardá-los-á em todas as tribulações em que se acharem, especialmente na hora da morte.  4ª – Por fim os deixará nas mãos de sua Mãe para que delas disponha a seu agrado, e lhes obtenha todos e quaisquer favores.

Terço de Nossa Senhora das Dores

Rosário das Lágrimas, ou, Terço das Lágrimas, ou Terço de Nossa Senhora das Dores é também um símbolo de Nossa Senhora das Dores. Ele tem 49 contas brancas divididas em sete partes de sete contas cada. Cada uma dessas sete partes representa uma das sete dores de Nossa Senhora. Contempla-se uma Dor de Maria e reza-se um Pai Nosso e sete Ave-Marias.

Oração a Nossa Senhora das Dores

Esta é a oração inicial do terço de Nossa Senhora das Dores.

Virgem Dolorosíssima, seríamos ingratos se não nos esforçássemos em promover a memória e o culto de vossas Dores particulares, graças para uma sincera penitência, oportunos auxílios e socorros em todas as necessidades e perigos. Alcançai-nos Senhora, de Vosso Divino Filho, pelos mérito de Vossas Dores e lágrimas, a graça…(pedir a graça). Amém.

Em seguida, reza-se o Terço das Dores, contemplando cada Dor e rezando 1 Pai Nosso e 7 Ave Marias em cada dor contemplada.

Leia também: Sequencia a Nossa Senhora das Dores

” E uma espada transpassará a tua alma, a fim de serem revelados os pensamentos de muitos corações. ” Lucas 2,34-35

 São muitas as graças que a Igreja e os fiéis recebem e receberam pela intercessão da Mãe de Jesus, invocada como Nossa Senhora das Dores. Aqui colocarei algumas:

1- APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA DAS DORES AOS SETE FUNDADORES DOS SERVITAS E MILAGRE DA VINHA.
Nos princípios do século 13 viviam em Florença sete fidalgos, igualmente distintos pela riqueza, pela posição social e pela piedade, mas principalmente pela devoção extraordinária que tinham a Nossa Senhora.
Seus nomes eram: Bonfílio Monáldio, Bonajuncta, Manetto Antellense, Amidéo, Ugúccio, Sosteneo e Aleixo.
Na noite de Sexta-feira Santa viram-se diante de um  milagre. Maria Santíssima apareceu aos seus Servos, vestida de pesado luto.
Em sua companhia viram anjos, dos quais alguns com instrumentos martirizantes da Sagrada Paixão e Morte de Jesus, outro com o livro aberto da Regra de Santo Agostinho, e ainda outro com o título escrito em ouro: “Servos de Maria”.
Seguiam mais anjos trazendo um hábito preto e uma palma.
 O hábito com a palma Maria deu-o aos Religiosos, dizendo estas palavras:
 “Escolhi-vos meus Servos, para que, usando do meu nome, vades trabalhar na Vinha de meu Filho.
 Eis aqui o hábito, que vos dou. Sua cor negra vos lembrará as dores que hoje sofri ao pé da Cruz, assistindo a agonia de meu Filho, Jesus.
 A Regra de Santo Agostinho recebei-a por norma da vossa vida;
 a palma far-vos-á lembrar a glória eterna, prêmio da perseverança fiel no meu serviço”.

“Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe...”

João 19,25
2- APARIÇÃO E MILAGRES DE NOSSA SENHORA DE DORES  PARAM VULCÃO.
Em 1736 , a data das erupções vulcânicas temíveis que muitas vezes castigaram as Ilhas Canárias, um franciscano , convocou o povo para organizar uma procissão com a imagem da Virgem das Dores de Tinajo, cujo motivo era pedir para parar os fluxos de lava e magma que saiam do vulcão.
A procissão foi localizado na montanha Guiguan e ali se fez uma promessa  de construir um santuário para a Virgem de Tinajo se as lavas do vulcão parassem.  Um indivíduo , segurando uma cruz de madeira , adiantou-se e pregou a no cruz magma . A lava chegou ao pé da cruz, e as promessas feitas à Virgem pareiam ter falhado.
Mas dias depois, uma mulher de luto , se aproximou de uma garota que cuidava do rebanho de
cabras , cumprimentou gentilmente e disse :” ‘Filha , vá e diga aos seus pais para falar com os vizinhos para construir o santuário , caso contrário o vulcão entrará em erupção mais uma vez . “
A menina disse-lhes da aparição estranha aos seus pais, mas eles não acreditaram .
Dias depois, ela voltou para ver a mulher vestida de preto que lhe diz o mesmo aviso , mas ela  se recusa a dar tal declaração , uma vez que seus pais haviam brigado .
Mas a mulher de luto , colocou a mão no ombro da garota dizendo :” Veja, agora eu acredito. “
Os pais da menina ficaram impressionados , surpresos ao ver uma mão , mostrando os ombros da menina.
Imediatamente, ela foi levada para a Igreja  matriz para mostrar qual das imagens da Virgem Maria e parecia com a que ela viu e, atônita,  afirmou ter sido a Nossa Senhora da Dores ,  a mesma mulher que tinha comunicado dias antes muitos recados.
A partir desse momento todos os vizinhos estavam impacientes para a construção da capela, trabalho que levou cerca de 10 anos de construção. O evento milagroso se espalhou por toda a ilha , e a devoção a Nossa Senhora das Dores foi aumentando em todas as áreas .
Os textos antigos registram também que no dia 31 de julho de 1824, o vulcão entrou em erupção entre as  vilas de Tao e Tiagua. Os fiéis planejaram uma procissão enorme e todos os presentes imploraram à Virgem para não permitir que as terras deles que eram desprotegidas fossem condenadas ao desastre e , momentos depois , o vulcão parou. Após este novo milagre, a Virgem das Dores foi proclamada como a Virgem dos Vulcões.
3 – A VIRGEM DAS DORES  SALVA TRIPULAÇÃO DE NAUFRÁGIO
Em 1770,   a poucos dias de desembarcar de uma viagem marítima que transportava entre outras mercadorias, uma imagem de Nossa Senhora das Dores para La Palma, Venezuela, uma forte tempestade levantou temores para a vida dos marinheiros do barco. A tripulação se confiou a Deus e à sua Mãe Santíssima.
O piloto do barco temendo um naufrágio procurou a imagem e a trouxe para o convés, colocando-a na cabine da popa . Todos imploraram a intercessão da Virgem Maria  com orações  da fé cristã, buscando o consolo na Virgem e mãe.
 Imediatamente a tempestade parou . O vento , a chuva e o mar agitado cederam e começou a soprar uma brisa suave e os ventos alísios em direção ao leste . A alegria e euforia dos passageiros e tripulantes se exprimiu em gritos e aplausos a Deus e sua Mãe, Maria. 
A 15 de julho de 1774 a Virgem chegou em “La Palma”. Tomada por milagrosa , a imagem mexicana da Virgen de los Dolores sentou fé, devoção e lenda entre palma .
“Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho.”
João 19,26
4- O milagre de Nossa Senhora das Lágrimas, Padroeira de Cabeza de Torres.
O santa padroeira de Cabeza de Torres é a Virgem das Lágrimas. O título foi dado a um busto da Virgem das Dores, que chorou a 08 de agosto de 1706 , na casa de Francisco López Hawthorns Partido Monteagudo . ( O local ocupado pela casa mencionada está localizado na cidade de Cabeza de Torres).
De acordo com muitos documentos sobre este milagre aconteceu que  após o meio-dia uma empregada foi limpar uma sala onde havia duas imagens de devoção da família.
A Bem-aventurada Maria das Dores  e outra de seu Santo Filho .
Ela observou que o rosto da Virgem estava angustiado , e tinha a testa suada e dos olhos escorriam grandes lágrimasCheia de temor e medo chamou os patrões da casa e todos choraram diante do milagre da imagem. Vieram os vizinhos mais próximos e a  notícia correu trazendo mais agricultores para ver o prodígio.
A
 Virgem começou a suar e chorar com duração de até quatro horas da , suor e lágrimas tarde escorrendo pelo rosto.
Ninguém queria sair de lá e todos os olhos estavam cheios de lágrimas de ternura e devoção. Por volta das nove da noite começaram a rezar o rosário. Pela terceira vez a Virgem voltou a chorar por uma hora.
O bispo , com informações de vários peritos, depoimentos de testemunhas , o relatório do vigário e do Procurador Notário  , emitiu uma Pastoral de acordo com o Concílio de Trento e as lágrimas foram declaradas milagrosas 
 A imagem milagrosa de Nossa Senhora das Lágrimas está exposto na capela da Igreja de Cabeça de Torres quando o terceiro centenário do milagre é foi realizado .
5- Ação de graças a Nossa Senhora das Dores:
“Gostaria de testemunhar a graça concedida por Nossa Senhora das Dores. Eu estava muito depressiva por conta da morte do meu marido e parecia que não tinha forças para continuar vivendo. A dor era tão grande que mesmo a alegria dos meus filhos não me fazia bem. Encontrei então a novena de Nossa Senhora das Dores e pedi para que ela retirasse a espada que provocava o sofrimento no meu coração. No decorrer da novena, minha dor foi diminuindo e, por incrível que pareça, no nono dia, eu já conseguia sorrir para os meus filhos. Hoje, consegui transformar a dor em saudade e uma boa lembrança.”
Rosana Silva, São Paulo, SP
6- Testemunho de Roberta de Recife:

Uma Graça alcançada na novena de Nossa Senhora das Dores /2013

Bom dia padre Reginaldo! Peço que o senhor leia o meu testemunho para que as pessoas creiam na intercessão da Nossa Mãezinha. A minha filha Karol de 20 anos está cursando a faculdade no curso de odonto na UFPE.E estava com dificuldades no final do quarto período e ficou na final em quatro cadeiras.Chegou em casa triste, e eu disse pra ela não ficar triste, pois Nossa Senhora ia interceder por ela. E foi quando o senhor começou a novena de Nossa Senhora das Dores agora no mês de setembro.Padre eu fiz a novena na intenção dela, quando o senhor abençoava a água dava pra ela beber e disse a ela que quando ela fosse fazer a prova antes rezasse uma Ave-Maria. No primeiro dia ela me disse que fez a prova,mas só tinha certeza que duas questões estavam certas e as outras ela chutou, aí eu disse pra ela: você não chutou, Nossa Senhora guiou sua mão.( ela tirou 7 e era essa nota que ela precisava).Ela passou nas 4 cadeiras e vai pro quinto período.

 

 

Fonte: Cruz de Terra Santa, Breviário

 

Giuliane Matos

2 thoughts on “Nossa Senhora das Dores história e testemunhos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *