Cerco de Jericó

Cerco de Jericó

Dentre as orações mais poderosas que conheço está o Cerco de Jericó.

Aqui, venho contar a história do Cerco para vocês e divulgar aqui todas as orações poderosas contidas nestes 7 dias de oração!

Porque só é possível amar aquilo que conhecemos!

Torna-se cada vez mais comum as comunidades adoradoras fazerem o Cerco de Jericó. De que se trata? Esta prática nasceu na Polônia. Consiste na oração incessante de Rosários, durante sete dias e seis noites, diante do Santíssimo Sacramento exposto.

De onde veio a inspiração paro o  “Cerco de Jericó”?No Antigo Testamento, depois da morte de Moisés, Deus escolheu Josué para conduzir o povo hebreu. Deus disse a Josué que atravessasse o Jordão com todo o povo e tomasse posse da Terra Prometida. A cidade de Jericó era uma fortaleza  inexpugnável. Ao chegar junto às muralhas de Jericó, Josué ergueu os olhos e viu um Anjo, com uma espada na mão, que lhe deu ordens concretas e detalhadas.

Josué e todo Israel executaram fielmente as ordens recebidas: durante seis dias, os valentes guerreiros de Israel deram uma volta em torno da cidade. No sétimo dia, deram sete voltas. Durante a sétima volta, ao som da trombeta, todo o povo levantou um grande clamor e, pelo poder de Deus, as muralhas de Jericó caíram… (cf. Js 6).

O Santo Padre João Paulo II  devia ir à Polônia a 8 de maio de 1979, para o 91º aniversário do martírio de Santo Estanislau, bispo de Cracóvia. Era a primeira vez que o Papa visitava o seu país, sob o regime comunista; era uma visita importantíssima e muito difícil. Aqui começaria a ruína do comunismo ateu e a queda do muro de Berlim. 

Em fins de novembro de 1978, sete semanas depois do Conclave que o havia eleito Papa, Nossa Senhora do Santo Rosário teria dado uma ordem precisa a uma alma privilegiada da Polônia: “Para a preparação da primeira peregrinação do Papa à sua Pátria, deve-se   organizar na primeira semana de maio de 1979, em Jasna Gora (Santuário Mariano), um Congresso do Rosário: sete dias e seis noites de Rosários consecutivos diante do Santíssimo Sacramento exposto.”

No dia da Imaculada Conceição (8 de dezembro de 1978), Anatol Kazczuck, daí em diante promotor desses Cercos, apresentou a ordem da Rainha do Céu a Monsenhor Kraszewski, bispo auxiliar da Comissão Mariana do Episcopado. Ele respondeu: “É bom rezar diante do Santíssimo Sacramento exposto; é bom rezar o Terço pelo Papa; é bom rezar em Jasna Gora. Podeis fazê-lo.”

Anatol apresentou também a mensagem de Nossa Senhora a Monsenhor Stefano Barata, bispo de Czestochowa e Presidente da Comissão Mariana do Episcopado. Ele alegrou-se com o projeto, mas aconselhou-os a não darem o nome de “Congresso”, para maior facilidade na sua organização. Então, deu-se o nome de “Cerco de Jericó” a esta iniciativa.

O padre-diretor de Jasna Gora aprovou o projeto, mas não queria que se realizasse em maio por causa dos preparativos para a visita do Santo Padre. Dizia ele: “Seria melhor em abril.” “Mas a Rainha do Céu deu ordens para se organizarem esses Rosários permanentes na primeira semana de maio”, respondeu o Sr. Anatol. O padre aceitou, recomendando-lhe que fossem evitadas perturbações.

A Santíssima Virgem sabia bem que o Cerco de Jericó em maio não iria perturbar a visita do Papa, porque ele não viria. E, logo a seguir, as autoridades recusaram o visto de entrada no país ao Santo Padre, como tinham feito a Paulo VI em 1966. Consternação geral em toda a Polônia! O Papa não poderia visitar a sua Pátria.

Foi, então, com redobrado fervor que se organizou o “assalto” de Rosários. E, no dia 7 de maio, ao mesmo tempo que terminava o Cerco, caíram “as muralhas de Jericó”. Um comunicado oficial anunciava que o Santo Padre visitaria a Polônia de 2 a 10 de junho. Sabe-se como o povo polonês viveu esses nove dias com o Papa, o “seu” Santo Padre, numa alegria indescritível!

No dia de 10 de junho, João Paulo II terminava a sua peregrinação, consagrando, com todo Episcopado polonês, a nação polaca ao Coração Doloroso e Imaculado de Maria, diante de um milhão e quinhentos mil fiéis reunidos em Blonic Kraskoskic. Foi a apoteose!

Depois dessa estrondosa vitória, a Santíssima Virgem ordenou que se organizassem Cercos de Jericó todas as vezes que o Papa João Paulo II saísse em viagem apostólica. “O Rosário tem um poder de exorcismo”, dizem os nossos amigos da Polônia, “ele torna o demônio impotente.”

Por ocasião do atentado contra o Papa, em 13 de maio de 1981, os poloneses lançaram de novo um formidável “assalto” de Rosários e obtiveram o seu inesperado restabelecimento. Mais uma vez, as muralhas de ódio de Satanás se abatiam diante do poder da Ave-Maria.

Em várias partes do mundo estão sendo realizados agora Cercos de Jericó. A 2 de fevereiro de 1986, aquela mesma alma privilegiada recebia outra mensagem da Rainha Vitoriosa do Santíssimo Rosário: “Ide ao Canadá, aos Estados Unidos, à Inglaterra e à Alemanha para salvar o que ainda pode ser salvo.” Nossa Senhora pede que se organizem os Rosários permanentes e os Cercos de Jericó, se queremos ter certeza da vitória.

Fonte auxiliar: Canção Nova.

 

 

Como rezar o Cerco de Jericó com toda autoridade e poder:

. Faça um bom exame de consciência e procure se confessar.

. Peça a inspiração de Deus e a presença do Divino Espírito Santo para purificar suas intenções e mostrar as verdadeiras muralhas a serem derrubadas.

. Escolha e escreva as intenções.

. Realize, de preferência, diante do Santíssimo Sacramento estas orações, mas na impossibilidade, reze diante de uma Cruz.

. Inicie cada dia com o santo Sinal da Cruz e se tiver água benta, faça a aspersão do local e trace o sinal da Cruz sobre você com as mãos embebidas em água benta.

. Durante seis dias, inicie o Cerco com a oração do Credo e as demais orações constantes, nos locais indicados, coloque as suas intenções e situações específicas.

. No sétimo dia, as orações serão rezadas novamente, mas o capítulo 6 de Josué, será rezado 7 vezes e precisamos bater fiéis! 

. Ao terminar cada dia, faça seu momento de louvor e agradecimento a Deus e medite sobre a leitura proposta para cada dia!

. Que o Senhor dos exércitos batalhe à nossa frente com a Rainha do universo! 

 

Orações:

Cerco de Jericó.

Você é um soldado capacitado pelo Deus Altíssimo, sua única verdade é a Vitória pois quem combate com você é JESUS CRISTO! Sejamos fiéis! 

CREDO

Creio em Deus Pai Todo Poderoso, criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor. Que foi concebido pelo poder do Espírito Santo. Nasceu da Virgem Maria. Padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos. Ressuscitou ao terceiro dia. Subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.

VINDE ESPÍRITO SANTO

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fieis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. Ó Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo espírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo Nosso Senhor Amém.

 

Conforme a carta de São Paulo aos Efésios 6, 10-20:

Finalmente irmãos fortaleçamo-nos no Senhor, pelo seu soberano poder. 

Revistamo-nos da armadura de Deus, para que possamos resistir às ciladas do demônio.

Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares. 

Tomemos, portanto, a armadura de Deus, para que possamos resistir nos dias maus e mantermo-nos inabaláveis no cumprimento do nosso dever. 

Fiquemos alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciarmos o Evangelho da paz. 

Sobretudo, abracemos o escudo da fé, com que possamos apagar os dardos inflamados do Maligno. 

Tomemos, enfim o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus. 

Intensifiquemos as nossas invocações e súplicas. 

Oremos em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseveremos em intensa vigília de súplica por todos os cristãos. 

E oremos também por nós, para que nos seja dado anunciar corajosamente o mistério do Evangelho, do qual somos embaixadores, prisioneiros.

E que saibamos apregoá-lo publicamente, e com desassombro, como é o nosso dever!

 

Conforme a carta de São Paulo aos Coríntios: 11 Cor 10, 3-7:

Porque, ainda que vivamos na carne, não militamos segundo a carne. 

Não são carnais as armas com que lutamos. São poderosas, em Deus, capazes de arrasar fortificações. 

Nós aniquilamos todo raciocínio e todo orgulho que se levanta contra o conhecimento de Deus, cativamos todo pensamento e o reduzimos à obediência a Cristo. 

Estamos prontos também para castigar todos os desobedientes, assim que for perfeita a vossa obediência. 

Julgais as coisas pela aparência! Quem se gloria de pertencer a Cristo considere que, como ele é de Cristo, assim também nós o somos.

Conforme o Salmo 90:

Nós, que habitamos sob a proteção do Altíssimo, que moramos à sombra do Onipotente, dizemos ao Senhor: Sois nosso refúgio e nossa cidadela, nosso Deus em quem confiamos. 

É Ele que nos livrará do laço do caçador e da peste perniciosa.

Ele nos cobrirá com suas plumas; sob suas asas encontraremos refúgio. 

Sua fidelidade nos será um escudo de proteção. 

Não temeremos os terrores noturnos, nem a flecha que voa à luz do dia, nem a peste que se propaga nas trevas, nem o mal que grassa ao meio-dia. 

Caiam mil homens a nossa esquerda e dez mil à nossa direita: não seremos atingidos. Porém, veremos com nossos próprios olhos, contemplaremos o castigo dos pecadores, porque o Senhor é nosso refúgio. 

Escolhemos, por asilo, o Altíssimo. 

Nenhum mal nos atingirá, nenhum flagelo chegará a nossa casa, porque aos seus anjos ele mandou que nos guardem em todos os nossos caminhos. 

Eles nos sustentarão em suas mãos, para que não tropecemos em alguma pedra. 

Sobre serpente e víbora andaremos, calcaremos aos pés o leão e o dragão. 

Pois que se uniu a mim, Eu os livrarei; e os protegerei, pois conhecem o meu nome. 

Quando me invocarem eu os atenderei; na tribulação estarei com eles. 

Hei de livrá-los e os cobrirei de glória. 

Serão favorecidos de longos dias, e mostrar-lhes-ei a minha salvação.

 

Lucas 1, 46-55 ( Magnificat)

“ Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para sua pobre serva. 

Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo. 

Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem. Manifestou o poder de seu braço: desconcertou os corações dos soberbos. Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes. 

Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos. 

Acolheu a Israel, seu servo, lembrado de sua misericórdia, conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre”.

 

Oração da Queda do Muro de Jericó:

Deus Pai, em nome de seu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo e pelo poder do Espírito Santo, peço-vos que o poder que deste para Josué e seus companheiros nas muralhas de Jericó, seja dado a mim e aos que fazem esta oração:

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas de pragas, proferidas por boca ou por contaminação, em relação a nossos antepassados e nos dias de hoje;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas das maldições vindas de nossos antepassados e nos dias de hoje;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas, do egoísmo, do ciúme, dos vícios, dos medos, da inveja, da mentira, hipocrisia, ódio, fracasso;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas de brigas, contendas, intrigas, desentendimentos, dissoluções de casamento, de família e de todos os tipos de desunião;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas das dificuldades financeiras, falta de emprego, dificuldades nos negócios, dificuldades no trabalho, falta de dinheiro e outras dificuldades quais forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas das doenças, sejam elas quais forem, principalmente o câncer, leucemia, síndromes, doenças cardíacas, doenças provocadas por vírus e bactérias, depressão e AIDS, dependência do álcool, prostituição e homossexualismo;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas dos maus pensamentos, iluminações, astúcia de satanás, sejam das origens que forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre toda ação de satanás, em nossa vida espiritual e faça com que sejamos totalmente renovados pelo seu Sangue;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todo o ocultismo em nosso passado e agora, seja ele magia, sortilégio, dependência, pacto, oferendas e consagrações a entidades malignas e espirituais, sejam das origens que forem; 

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas que impedem a obra de Deus em nossa vida.

Senhor Jesus, entregamos nossas vidas a Ti, para que sejas glorificado e que haja um Pentecostes em nós. Acreditamos na vitória que é nossa. 

AMÉM.

 

Salmo 67,2-3

“Levanta-se Deus, eis que se dispersam seus inimigos e fogem diante dele os que o odeiam. 

Eles se dissipam como a fumaça, como a cera que se derrete ao fogo. 

Assim perecem os maus diante de Deus”.

 

Salmo 34, 1.4-9

“Lutai, Senhor, contra os que me atacam, combatei meus adversários. Sejam confundidos e envergonhados os que odeiam a minha vida; recuem humilhados os que tramam minha desgraça. Sejam como a palha levada pelo vento, quando o anjo do Senhor vier acossá-los. Torna-se tenebroso e escorregadio o seu caminho, quando o anjo do Senhor vier perseguí-los. Porquanto sem razão me armaram laços; para perder, cavaram um fosso sem motivo. Venha sobre eles de improviso a ruína. Apanhe-os a rede por eles mesmos preparada; caiam eles próprios na cova que abriram. Então a minha alma exultará no Senhor, e se alegrará pelo seu auxílio” 

“Levanta-se Deus, intercedendo a Bem aventurada Virgem Maria, São Miguel Arcanjo e todas as milícias celestes e sejam dispersos seus inimigos e fujam de sua face todos os que odeiam, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.

Amém.

V: Eis a Cruz do Senhor, fugi potências inimigas. (Apresentar a Cruz)

R: Venceu o Leão da tribo de Judá, a estirpe de Davi. 

V: Venha a nós Senhor a Vossa misericórdia; 

R: Como esperamos em vós. 

V: Senhor, escutai a minha oração 

R: E chegue até vós o meu clamor.

 

Oração a São Miguel Arcanjo.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede nosso refúgio contra a maldade e as ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e a todos os espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas. 

 

São Miguel Arcanjo, defendei-nos e protegei-nos. Amém!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. 

Assim como era no princípio agora e sempre. Amém.

 

Seja quebrado, destruído, todo o poder de satanás e de seus anjos rebeldes sobre estas intenções: 

(*Colocar intenções do grupo e pessoais!)

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo poder do príncipe das trevas, perseguindo, prejudicando, escravizando, dominando nossas vidas; desejando nossa ruína espiritual, material; semeando ódio, mágoa, desentendimento, orgulho, fofoca, julgamento, inveja, mentira, falsidade, destruição, medo…

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo espírito de desunião nos nossos lares, pois provocam discórdia, ódio, mágoa, desentendimento, orgulho, fofoca, julgamento, divórcio, tristeza…

Seja também queimado, destruído, desmanchado, todo e qualquer trabalho, despacho feito, escrito ou pronunciado contra nossas vidas.

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo o nosso conhecimento anterior e atual sobre espiritismo, ocultismo, quimbanda, umbanda, mesa branca, mesa negra, rosa cruz, mens sana, seicho-no-iê, numerologia, gnose e demais superstições.

Seja também queimado, exterminado, destruído e eliminada, todas as moléstias, dores no corpo, problemas mentais, físicos e espirituais, opressão, perseguição diabólica sobre nós e nossa família, inclusive a rejeição de gestação.

Seja queimado, aniquilado, neutralizado todo o poder do príncipe do mundo sobre nós provocando discórdia, opressão, tristeza, depressão, angústia, solidão, pavor, desânimo, inveja, ódio, rebeldia, egoísmo, vingança, desentendimento…

(Agora e para todo o sempre. Amém!)

Leitura de Josué Cap 6 :

A Conquista de Jericó (*Colocar intenções do grupo e pessoais!)

Nota: quando for possível, ler esta passagem direto na sua Bíblia 

 

Jericó, cidade murada, tinha se fechado diante dos israelitas, e ninguém saía dela nem podia entrar. O Senhor disse a Josué: “Vê, entreguei-te Jericó, seu rei e seus valentes guerreiros.

 Dai volta à cidade, vós todos, homens de guerra; contornai toda a cidade uma vez. Assim farás durante seis dias.

Sete sacerdotes, tocando sete trombetas, irão adian­te da arca. No sétimo dia, dareis sete vezes volta à cidade, tocando os sacerdotes a trombeta.

Quando o som da trombeta for mais forte e ouvirdes a sua voz, todo o povo soltará um grande clamor e a muralha da cidade desabará. Então, o povo tomará de assalto a cidade, cada um no lugar que lhe ficar defronte”. Josué, filho de Nun, convocou os sacerdotes e disse-lhes: “Levai a arca da alian­ça, e sete sacerdotes estejam diante dela tocando as trombetas”.

E disse em seguida ao povo: “Avante! Dai volta à cidade, marchando os guerreiros diante da arca do Senhor”.

Logo que Josué acabou de falar, os sete sacerdotes, levando as sete trombetas, retumbantes, puseram-se em marcha diante do Senhor, tocando os seus instrumentos; e a arca da aliança do Senhor os seguiu.

Marcharam os guerreiros diante dos sacerdotes que tocavam a trombeta, e a retaguarda seguia a arca; e durante toda a marcha ouvia-se o retinir das trombetas.

Ora, Josué havia dado essa ordem ao povo: “Não griteis, nem façais ouvir a vossa voz, nem saia de vossa boca palavra alguma, até o dia em que eu vos disser: ‘Gritai!’. 

Então, clamareis com força”.

A arca do Senhor deu uma volta à cidade, e retornaram ao acampamento para ali passar a noite.

Josué levantou-se muito cedo e os sacerdotes levaram a arca do Senhor.

Os sete sacerdotes, levando as sete trombetas retumbantes, marchavam diante da arca do Senhor, tocando a trombeta durante a marcha. Os guerreiros precediam-nos, e à retaguarda seguia a arca do Senhor. E ouvia-se o retinir da trombeta durante a marcha.

Deram volta à cidade uma vez, no segundo dia, e voltaram ao acampamento. O mesmo fizeram durante seis dias.

Mas, ao sétimo dia, levantando-se de madrugada, deram volta à cidade sete vezes, como nos dias precedentes: esse foi o único dia em que fizeram sete vezes a volta.

Quando os sacerdotes tocaram as trombetas na sétima volta, Josué disse ao povo: “Gritai, porque o Senhor vos entregou a cidade.

A cidade será votada ao Senhor por interdito, como tudo o que nela se encontra; exceção feita somente a Raab, a prostituta, que terá a sua vida salva com todos os que se encontrarem em sua casa, porque ocultou os espiões que tínhamos enviado.

Mas guardai-vos de tocar no que é votado ao interdito. Se tomardes algo do que foi anatematizado, atraireis o interdito sobre o acampamento de Israel, o que seria uma catástrofe.

Toda a prata, todo o ouro e todos os objetos de bronze e de ferro serão consagrados ao Senhor e farão parte do seu tesouro”.

O povo clamou e os sacerdotes tocaram as trombetas. E logo que o povo ouviu o som das trombetas, levantou um grande clamor. A muralha desabou. A multidão subiu à cidade, sem nada diante de si.

Tomaram a cidade e votaram-na ao interdito, passando a fio de espada tudo o que nela se encontrava: homens, mulheres, crianças, velhos e até mesmo os bois, as ovelhas e os jumentos.

Josué disse então aos dois homens que tinham explorado a terra: “Entrai na casa da prostituta e fazei-a sair de lá com tudo o que lhe pertence”.

Os espiões entraram na casa e fizeram sair Raab, seu pai, sua mãe, seus irmãos e tudo o que lhe pertencia, toda a sua parentela, e puseram-nos em segurança fora do acampamento de Israel.

Queimaram a cidade com tudo o que ela continha, exceto prata, ouro e todos os objetos de bronze e de ferro que foram recolhidos aos tesouros da casa do Senhor.

Josué conservou a vida de Raab, a prostituta, bem como a da família de seu pai e a de todos os seus, de sorte que ela habitou no meio de Israel até este dia, porque ela havia ocultado os mensageiros enviados a explorar Jericó.

Então proferiu Josué este juramento: “Maldito seja diante do Senhor quem tentar reconstruir esta cidade de Jericó! Será ao preço do seu primogênito que lhe lançará os primeiros fundamentos, e será à custa do último de seus filhos, que lhe porá as portas!”.

O Senhor estava com Josué, e o seu renome divulgou-se por toda a terra.

 

No sétimo dia leia “Josué Cap 6” sete vezes.

 

Ao encerrar a oração do Cerco, faça um grande Louvor agradecendo a Jesus, de preferência no Sacrário diante do Santíssimo Sacramento.

 

“Tudo o que pedirdes na oração, crede que o tendes recebido, e ser- vos-á dado.

Mc.11 ,24.

 

Comentários